Roteiro de viagem para Montevidéu | parte II

postado em: Sem categoria | 0

 


 

Dicas – 2° dia

 

Estamos de volta. Agora que já tivemos uma primeira impressão da capital uruguaia, vamos continuar o planejamento do nosso roteiro, apresentando sugestões para que vocês possam seguir curtindo a viagem. Dessa vez, começaremos o dia com a câmera a postos para tirar muitas fotos no letreiro Montevideo, bem ao lado da Praia de Pocitos.

 

Letreiro Montevideo

 

Se a manhã estiver ensolarada, uma caminhada pelo calçadão da praia certamente será um convite irresistível. Assim que terminarmos, tomaremos um ônibus – táxi – uber, que nos leve em direção a um dos principais espaços verdes da cidade: o Parque Batlle.

 

Praia de Pocitos
Parque Batlle

 

Dentro do parque, conheceremos logo de cara a casa de la Celeste: o Estádio Centenário. Para os amantes do esporte, a entrada ao estádio pode ser combinada com uma interessante visita ao Museu do Futebol (150 pesos uruguaios = 17 reais).

 

Estádio Centenário
Museu do Futebol

 

Caso o futebol não seja o seu ponto forte, pularemos a parte do estádio e aproveitaremos a ida ao parque para apreciar o monumento La Carreta e o Obelisco dos Constituintes.

 

La Carreta
Obelisco dos Constituintes

 

Pronto. Chegou a hora de deixar o parque para trás e pegar outro ônibus – táxi – uber rumo a uma das zonas mais importantes de Montevidéu: a Avenida 18 de Julho.

 

Avenida 18 de Julho (por cima)
Avenida 18 de Julho (por baixo)

 

No caminho pediremos ao motorista para descermos bem em frente à Intendencia, onde visitaremos um espetacular mirante panorâmico localizado no 22º andar do edifício, que além de proporcionar uma vista incrível, tem o plus de ser gratuito.

 

Intendencia
Mirante

 

Bom, como saco vazio não para em pé, vamos almoçar. Talvez esse seja o momento ideal para experimentar o famoso chivito, um prato super-tradicional da culinária uruguaia. Entre os restaurantes mais indicados da região, destaca-se o La Pasiva.

 

La Pasiva
Chivito

 

Após o almoço, que tal uma caminhada? Seguindo o passeio na 18 de Julho, encontraremos a romântica Fonte dos Cadeados, acompanhada de perto por Carlos Gardel.

 

Fonte dos Cadeados
Carlos Gardel

 

Passando a fonte, a 18 de Julho ainda nos reserva algumas surpresas: a Praça de Cagancha – que marca o quilômetro zero do sistema viário nacional – e a Praça Fabini.

 

Praça de Cagancha
Praça Fabini

 

Para finalizar o passeio, exploraremos a ampla oferta comercial da 18 de Julho e quem sabe até faremos umas comprinhas. Daí voltamos ao hotel, descansamos e nos arrumamos para desfrutar a noite nos bares do bairro Pocitos (opções para todos os gostos).

 


 

Gostou? Compartilhe! Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Deixe uma resposta